Suíno vivo tem preços estáveis nas principais praças do país

Suíno vivo tem preços estáveis nas principais praças do país

Na segunda-feira, dia 11, até às 15h53, as cotações do suíno vivo permaneceram estáveis nas principais praças do país. O Indicador do Suíno Vivo Cepea | Esalq, referente à sexta-feira, dia 8, mostra alta de 0,28% para o Paraná, a R$ 3,63/kg, enquanto as demais praças trabalhavam em estabilidade. O Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) da Esalq/USP destaca uma comercialização paralisada do milho, um dos principais insumos da suinocultura, no mercado brasileiro. Os vendedores aguardam valores maiores, enquanto os compradores não mostram interesse em negociar lotes grandes. O recesso de final de ano, segundo os pesquisadores do Cepea, seria um dos principais motivos dessa movimentação.

Exportações – Na primeira e na segunda semana de dezembro, o Brasil exportou 12,9 mil toneladas de carne suína “in natura”, totalizando US$31,9 milhões, segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). Este total representa uma alta de 9,5% em quantidade e de 19,8% em valor em relação ao mesmo período do ano passado.

Fonte: Notícias Agrícolas

0