MANUAL BOAS PRÁTICAS

RECEITAS

Oscilações dos preços de suínos em vários estados da Federação

As cotações do suíno vivo estão em queda no mercado doméstico. A baixa disponibilidade de animais nas últimas semanas impulsionou os preços aos produtores independentes, porém os reajustes foram transferidos aos preços da carne e limitaram as vendas. Em São Paulo, o preço do animal vivo sofreu nova queda recentemente segundo informou a APCS (Associação Paulista dos Criadores de Suínos). Em relação ao fechamento do dia 22, a cotação caiu R$ 0,05 encerrando o dia a R$ 4,07/kg. No mercado gaúcho a referência para a semana ficou em R$ 4,52/kg contra os R$ 4,58/kg praticados no fechamento anterior.

Já em Santa Catarina o preço ficou estável em R$ 4,80 por quilo de animal vivo. Para os pesquisadores do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), os repasses das valorizações do animal vivo aos preços da carne reduziu o volume de compra da população, consequentemente pressionando todos os elos da cadeia. No atacado as baixas também foram registradas antes do carnaval. Segundo o Centro, na Grande São Paulo a carcaça especial suína recuou 3,1%, fechando na média de R$ 7,75/kg dia 22. Por sua vez a Bolsa “Mezo Walters”, definiu em R$ 97,00 e R$ 98,00 a @. Isso é igual a R$ 5,17 e R$ 5 23 respectivamente o preço do animal vivo.

Em Minas Gerais, a sugestão da Bolsa foi no sentido de que os preços do quilo vivo do suíno fique na faixa de R$ 5,30 até 6 de março. A partir de então, haverá nova reunião.

Fonte: Notícias Agrícolas

You may also like...

0 thoughts on “Oscilações dos preços de suínos em vários estados da Federação”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *